Cotar empréstimo: como fazer cotação de empréstimo online

Quem precisa de dinheiro tem que estar ciente das taxas de juros e condições de pagamento para não transformar a dívida em pesadelo. E para fazer isso basta cotar empréstimo.

A cotação de empréstimo permite que a pessoa conheça a melhor modalidade de crédito para a sua necessidade, a menor taxa de juros e a forma de pagamento que cabe melhor no bolso.

Então, antes de pedir dinheiro emprestado em qualquer seguradora, vamos mostrar neste artigo como cotar empréstimo online e de forma rápida. Acompanhe!

Como cotar empréstimo online?

Na internet, em uma busca rápida, você encontra várias plataformas digitais, sejam de bancos com agências físicas, corretoras ou sites sobre o assunto. Tudo totalmente online.

Na maioria dos casos, o site apresenta um formulário para que você possa preencher alguns dados, tais como:

  • valor do empréstimo;
  • prazo de pagamento;
  • taxa de juros.

Em alguns sites é necessário informar dados pessoais e motivo do crédito, ficando a critério do cliente escolher o banco com a menor taxa dentro dos critérios preestabelecidos.

Além das informações solicitadas, o site pode retornar a taxa anual, valor das parcelas mensais e valor final a ser pago.

Conseguiu cotar empréstimo e está tudo de acordo com o que você procura? Então é só formalizar a simulação de crédito junto a instituição escolhida.

O que mais preciso saber sobre cotar empréstimo?

Você já viu que cotar empréstimo é muito fácil, mas existe outro fator que você precisa ter atenção: a modalidade de crédito. Cada uma possui suas taxas, e o que é vantajoso para uns, não é para outros.

A exemplo disso, temos o crédito consignado, feito para beneficiários do INSS, funcionários públicos e privados.

Isso porque o banco conhece o seu cliente, sabe quanto tem na conta e se é bom pagador. Sendo assim, é vantajoso cotar empréstimo consignado e contratar essa modalidade porque as taxas de juros costumam ser as menores do mercado.

Viu como é fácil cotar empréstimo? Você se informa das taxas, valores finais e prazo de pagamento para não passar sufoco no futuro.

Empréstimos para aposentados: entenda como funciona o empréstimo para aposentados

Você está aposentado e tem dificuldades para equilibrar suas contas no final do mês? Ou tem uma dívida e o melhor é quitá-la logo para não perder mais dinheiro com os juros abusivos?

Como funcionam esses empréstimos para aposentados?

Seja qual for a situação de falta de dinheiro para alguém que já se aposentou, os empréstimos para aposentados são uma ótima alternativa para resolver esse problema. Por ter o benefício de aposentadoria garantido e depositado todos os meses em sua conta, os aposentados conseguem excelentes taxas de juros junto aos bancos e empresas de crédito. Isso ocorre justamente pela garantia que se tem de que as parcelas do empréstimo poderão ser pagas todos os meses. Estamos falando dos empréstimos consignados, que nada mais é do que ter a parcela mensal do empréstimo adquirido sendo debitada automaticamente do benefício de aposentadoria. Essa é uma modalidade de crédito exclusiva que os aposentados possuem à sua disposição.

Qual é o limite dos empréstimos para aposentados?

Claro, estes empréstimos para aposentados não são ilimitados. Diferente do empréstimo pessoal, em que se negocia o crédito com a instituição financeira, no consignado há o limite de 30% da renda. Isso significa que a parcela mensal descontada do salário do aposentado não poderá exceder 30% do valor do benefício de aposentadoria. É possível ter mais de um empréstimo contratado, entretanto, a soma das parcelas não pode passar dos 30% do salário do aposentado. Isso porque, evidentemente, o aposentado precisa pagar outras contas no mês para a sua subsistência, ou seja, não pode comprometer todo seu salário em empréstimos.

Empréstimos para aposentados como uma solução financeira acessível e consciente.

Por isso esses empréstimos para aposentados são uma das formas mais acessíveis e conscientes de crédito pessoal no mercado. Acessível pelos juros baixos em virtude da garantia de cobrança em folha de pagamento. E consciente por não deixar que o aposentado comprometa sua renda de modo a não conseguir nem mais pagar as outras contas rotineiras do mês.

 

Máquina de cartão de crédito: conheça as máquinas com menores taxas

Quem está a procura de uma máquina de cartão de crédito com certeza se depara com valores exorbitantes de taxas.

Mas existem ótimas opções no mercado que essas taxas são bem acessíveis e que não inviabilizam seu negócio.

Pesquisamos no mercado as principais marcas de máquinas de cartão de crédito para poder fazer este artigo.

Você vai conhecer agora as máquinas com as menores taxas no mercado. Confira!

Máquina de cartão de crédito: Minizinha Pagseguro

A Minizinha do Pagseguro é uma ótima opção para comerciantes que possuem um baixo volume de vendas. Suas taxas e prazos de recebimento são bem atrativos e podem ajudar quem está começando com seu negócio.

Além disso, a máquina de cartão é barata e ainda pode ser dividida em 12 vezes sem juros no cartão.

Uma ótima opção para quem está iniciando seu negócio.

Máquina de cartão de crédito: Stone Mais com Chip

A máquina de cartão de crédito Stone Mais com Chip possui baixas taxas no mercado. Além disso, ela vem com um chip de dados incluso, o que permite que ela seja portátil, aumentando as opções de sua utilização.

Por ser portátil, a máquina não emite comprovantes físicos e os envia via SMS caso o cliente solicite.

Por sua portabilidade, é indicada para qualquer tipo de negócio.

Máquina de cartão de crédito: SuperGet com Chip

A máquina de cartão de crédito SuperGet com chip é disponibilizada pelo banco Santander e em seu pacote inicial vem com um chip de dados.

Esse chip de dados permite que ela seja portátil, sendo indicada para negócios que precisam deste tipo de recurso.

Suas taxas são atrativas e o prazo de recebimento é bem competitivo com os oferecidos pela concorrência.

Você conhecia esses modelos de máquina de cartão?

EMPRÉSTIMOS PARA APOSENTADOS: ENTENDA COMO FUNCIONA O EMPRÉSTIMO PARA APROSENTADOS

Os empréstimos para aposentados e pensionistas é uma modalidade de empréstimo consignado e é uma solução para quem precisa de crédito seja para um imprevisto, uma emergência, para realizações de sonhos ou mesmo um dinheiro extra.

Esse tipo de empréstimo é atrativo para os bancos pois, eles têm total garantia de pagamento dos mesmos, afinal de contas, o dinheiro do empréstimo é debitado do benefício antes mesmo que caia na conta do aposentado ou do pensionista. Isso garante também a ausência de multas e juros por atrasos de pagamentos, pois o pagamento será sempre em dia.

COMO FUNCIONA O EMPRÉSTIMO PARA APOSENTADOS?

Os empréstimos para aposentados tem o valor calculado baseado no valor que o aposentado ou pensionista recebe. As taxas de juros são mais baixas e as condições de pagamento são facilitadas, podendo chegar até 6 anos para quitação do empréstimo. Outra vantagem é que o dinheiro é rapidamente disponibilizado na conta do beneficiário, entre 3 a 5 dias úteis.

Uma das peculiaridades desse tipo e empréstimo é que a pessoa só pode solicitar o crédito no estado em que recebe o benefício e onde reside. Outra condição para disponibilização de crédito é a idade pois a maioria das instituições tem o limite de idade máxima é de 79 anos e 11 meses. Quanto mais próximo a esse limite de idade, menores são os valores liberados e as dificuldades de liberação de crédito.

É preciso atenção e cautela antes de adquirir o empréstimo para aposentados, pois o valor das parcelas não deve passar de 35% do valor da renda líquida do aposentado ou pensionista, além do mais, deve-se levar em consideração que é um crédito muito longo, por isso é preciso planejamento e organização antes de adquirir.

O ideal é pesquisar e simular as melhores condições das instituições financeiras antes de adquirir um empréstimos para aposentados.

Empréstimo Pessoal: 3 formas de empréstimo pessoal vantajosas

Ao solicitar um empréstimo, o objetivo na maioria das pessoas é saldar dívidas e organizar a vida financeira, que por imprevistos ou emergências saíram do planejamento financeiro.

O empréstimo é associado a altas taxas de juros e parcelas intermináveis que nunca acabam e vão se tornando uma bola de neve. Muitas pessoas associam o empréstimo com um pesadelo, pois, é a última forma utilizada para quitar as dívidas.

Porém, separamos algumas informações para você, que irão te mostrar que o empréstimo não é nada disso que as pessoas pensam. Existem várias modalidades de empréstimo pessoal que são disponibilizados por bancos e instituições financeiras que não apresentam as desvantagens faladas aqui.

3 Formas de empréstimo pessoal vantajosas

1.      Empréstimo pessoal consignado

O Empréstimo pessoal consignado é uma das maneiras mais vantajosas de se realizar um empréstimo. Ela está destinada para alguns funcionários públicos, pensionistas e aposentados pelo INSS. O pagamento das parcelas do empréstimo é feito através do desconto direto da folha de pagamento do devedor. O risco para o banco nessa modalidade é baixo, portanto, as taxas de juros também são baixas.

2.      Empréstimo pessoal vinculado

O empréstimo pessoal vinculado é muito semelhante ao consignado. A diferença entre essas duas modalidades é no pagamento. O pagamento desse empréstimo é feito através do desconto na conta corrente do devedor no dia do recebimento do salário. Por isso, o empréstimo pessoal vinculado possui um risco um pouco maior, o que aumenta um pouco as taxas de juros.

3.      Empréstimo pessoal com garantia

O empréstimo pessoal com garantia se destina a pessoas que possuem algum bem em seu nome, como, por exemplo, um veículo ou uma residência. Os bens precisam estar quitados. Dessa forma, ao emprestar dinheiro, o banco recebe seu bem como garantia de pagamento do empréstimo. Por esse motivo o risco dessa modalidade de empréstimo é baixo, por isso, as taxas de juros também são baixas.

Empréstimos para Negativados: É possível fazer um empréstimo estando negativado?

Hoje no Brasil a quantidade de pessoas que possuem apontamentos em órgãos de proteção ao crédito como SPC ou Serasa é impressionantemente alto, isso é reflexo da crise que o Brasil vem passando nos últimos anos, com alto índice de desemprego e também por conta em alguns casos da falta de planejamento financeiro de muitas famílias brasileiras, que acabam entrando em um ciclo de dívidas muito difícil de sair.

Muitas pessoas que estão em situação de negativação em órgãos de crédito, sabem o quão importante é regularizar esta situação para que possa voltar a ter bom relacionamento com instituições financeiras e voltar a consumir no mercado novamente.

Ao buscar alternativas para resolver a situação, muitas vezes a melhor opção disponível é a realização de uma nova operação de empréstimos para negativados, para que desta forma consiga resolver as suas dívidas e com o planejamento financeiro adequado limpar seu nome.

Saiba que apesar de possuir algumas restrições é possível sim realizar empréstimos para negativados, com boas condições de taxas de juros que com um bom comprometimento podem ser a melhor alternativa para sua situação.

Para encontrar boas opções de empréstimos para negativados é importante focar em operações que possam ser oferecidas garantias reais na negociação, como empréstimos com garantias de imóvel ou automóvel, além de operações com vínculos salariais, como o empréstimo consignado ou empréstimo vinculado.

É muito importante se atentar que ao buscar uma operação de empréstimos para negativado, deverá ser sempre o foco resolver as dívidas pendentes, para que o novo empréstimo não se torne apenas mais uma operação que se acumulara com as outras pendências.

Outro ponto que deverá ser levado em consideração são as taxas de juros cobradas, as taxas da nova operação não devem ser mais caras que das dívidas que você já possua, senão não faz sentido também seguir a operação.

Cartão de crédito: Como controlar seu cartão de crédito

O cartão de crédito é uma ótima ferramenta para quem precisa adiantar o pagamento de alguns boletos ou comprar itens que sejam realmente essenciais no momento.

Entretanto, ele pode se tornar um pesadelo para aquelas pessoas que não sabem se controlar. Se você não pretende entrar nesse grupo, confira agora a dicas essenciais que selecionamos.

Por que controlar o cartão de crédito?

Atualmente, com o auxílio do internet banking, já existem várias ferramentas para o controle do cartão de crédito, desde visualização da fatura em aberto, até do limite que ainda está disponível.

Tudo isso é importante para não extrapolar a conta e acabar pagando mais taxas, deixando que os juros prejudiquem seu controle financeiro. O fundamental mesmo é ter uma boa educação financeira.

Quais as melhores formas de ter controle do cartão de crédito?

Diferente do que muitas pessoas imaginam, controlar a conta do cartão não é uma tarefa impossível. Isto é, quando são colocadas em prática algumas dicas de gerenciamento financeiro. Confira quais são elas:

Selecione um cartão de crédito com limite razoável

Avalie se é mais vantajoso ter anuidade zero ou ganhar pontos para viagem. Além disso, fuja dos limites acima da sua renda mensal.

Tenha atenção ao contrato do cartão de crédito

Leia os termos de uso do cartão de crédito, assim como o contrato que você recebe depois que o crédito é aprovado. Isso evita diversas surpresas.

Anote os gastos do cartão de crédito

É muito fácil ter a falsa impressão de que se pode comprar tudo com o cartão de crédito. Entretanto, quando se dá conta, você já está utilizando todo o seu orçamento mensal para pagar parcelas.

Por isso, utilize aplicativos de finanças ou até mesmo um bloquinho de papel para deixar seus gastos registrados.

Empréstimos para Negativados: É possível fazer um empréstimo estando negativado?

No Brasil, o número de pessoas negativadas é absurdo. Milhões de pessoas estão inadimplentes. Mas, quando estão nesse momento, é quando mais precisam de crédito no mercado para pagar contas e dívidas e poder limpar o seu nome novamente. Porém, é nessa situação que a maioria das instituições financeiras se negam a oferecer crédito.

Se você se enquadra nesses milhões de brasileiros que estão com o nome sujo, fique tranquilo, mesmo sendo mais difícil de encontrar, existem empréstimos para negativados. Basta pesquisar com muita atenção quais são as instituições financeiras que oferecem esse tipo de empréstimo.

Existem algumas empresas no mercado que fazem empréstimos para negativados, a liberação do crédito depende muito do valor escolhido e você precisa ter a ciência que os juros serão mais altos do que os praticados no mercado. Afinal, você tem um histórico que não pagou alguma conta no passado.

Tipos de Empréstimos para Negativados

  • Empréstimo consignado: O pagamento do empréstimo é feito via desconto a algum benefício do INSS (pensão ou aposentadoria) ou diretamente na folha de pagamento, em caso de funcionários públicos;
  • Imóvel como garantia: para quem tem um imóvel quitado no nome, a instituição usa como garantia do empréstimo;
  • Carro ou moto como garantia: Se você tem um automóvel ou uma moto, quitados no nome, você pode usá-los como garantia do empréstimo.

Caso você opte pelas opções de garantia de bens, fique atento as cláusulas do contrato do seu empréstimos para negativados, pois, em caso de inadimplência a instituição tomará posse do seu bem.

Cuidados quando está negativado

Se você está em busca de Empréstimos para Negativados, deve tomar alguns cuidados:

Golpes: Algumas empresas fraudulentas tentam enganar os negativados, que muitas vezes estão desesperados para fazer um empréstimo e aplicam golpes. Pedem para realizar um depósito antecipado de garantia, e no final, você só perde dinheiro. Pesquise bem sobre a empresa que está querendo fazer negócio;

Sites fraudulentos: Fique atento aos sites que podem ser fraudes. Observe se há erros de ortografia e não possui formas de contato, essas são as principais características de um site falso;

Cuidado com a documentação: Como as instituições financeiras correm um risco maior ao realizar empréstimos para negativados, a burocracia também é um pouco maior. As análises são feitas com rigor. Por esse motivo preste bastante atenção com a documentação que você está mandando, para não correr risco de ser recusado;

Cuidado com os juros: Como já dito, os juros para empréstimos para negativados são maiores que os praticados no mercado. Afinal, as empresas estão correndo um certo risco. Mas, isso não te dá o direito de questionar se a taxa for abusiva.

Na hora de procurar Empréstimos para Negativados, fique atento com essas dicas, pois, podem facilitar a sua vida e evitar cair em golpes e até mesmo pagar altas taxas de juros.

Agora, se você não foi aceito por nenhuma instituição que ofereça Empréstimos para Negativados, tente entrar em contato com a instituição da dívida e tentar um acordo.

Simulador de empréstimo: 3 Formas de fazer simulação de empréstimo

Fazer o uso de um simulador de empréstimo é a melhor forma de você saber as condições de pagamento, parcelas e juros desse tipo de serviço sem antes contratá-lo.

Hoje, é possível encontrar diversas opções para você simular o seu empréstimo, muitas delas online ainda.

Com o uso de um simulador de empréstimo você poderá contratar esse serviço de forma mais segura, sabendo exatamente quanto pagará no final. Veja abaixo três formas de fazer uma simulação de empréstimo.

1.            Sites online

Hoje na internet há várias opções de sites que possibilitam fazer o uso de um simulador de empréstimo, e muitos deles ainda possibilitam contratar o serviço.

São sites de bancos e financeiras online, que prestam o serviço de contratação de empréstimo, ou apenas fazem a intermediação desse tipo de transação, com grandes bancos ou instituições de crédito.

Veja abaixo alguns dos sites que você pode simulador de empréstimo:

  • Just Online
  • Creditas
  • Lendico
  • Bom pra Crédito
  • Simplic
  • Geru

2.            Sites de bancos renomados

Além das financeiras online, é possível fazer o uso de um simulador de empréstimo nos sites de grandes e conhecidos bancos brasileiros.

Alguns dos bancos que oferecem esse tipo de serviço, são:

  • Itaú
  • Banco do Brasil
  • Bradesco Caixa Econômica Federal
  • Santander

3.            Ir até uma agência ou financeira

E claro, a forma mais conhecida e perfeita para quem não se dá bem com tecnologias, é ir em uma agência bancária ou financeira para pedir que seu gerente ou atendente e faça a simulação do empréstimo para você.

O importante é que você sempre faça o uso de um simulador de empréstimo antes de contratá-lo, desta forma, você estará ciente do valor do empréstimo a longo prazo e parcelas antes mesmo de contratá-lo.

Empréstimo deve ser um serviço contratado com muita calma, e principalmente, muita pesquisa.

Consórcio X Financiamento_ Qual é a melhor opção_ Prós e contras

Consórcio X Financiamento: Qual é a melhor opção? Prós e contras

Ao decidir comprar a casa própria é comum surgir a dúvida sobre qual a melhor forma de pagamento, sobretudo entre consórcio ou financiamento. Apesar de parecerem similares, esses tipos de negociação apresentam diferenças e vantagens que podem facilitar a aquisição de um bem de alto valor aquisitivo.

Essa dúvida geralmente aparece pela falta de informação sobre o assunto, por isso, a melhor forma de decidir qual a opção ideal para você é analisando alguns pontos sobre essas duas formas de negócio.

Consórcio X Financiamento_ Qual é a melhor opção_ Prós e contras

Confira agora nosso artigo para descobrir como o consórcio e o financiamento funcionam, quais as características presentes neles e quais os prós e contras de cada uma delas.

Como funciona um consórcio?

O consórcio é uma forma de compra programada, onde um grupo de pessoas que querem adquirir um bem ou serviço, mas não precisam dele imediatamente, se juntam para diluir esse valor em várias parcelas. Os preços das parcelas são calculados através dos fatores tempo e número de consorciados.

A soma das parcelas pagas todo mês resulta em um valor que permite adquirir um ou mais daquele bem ou serviço que está sendo “comprado”, assim, é gerada uma carta de crédito que será entregue ao consorciado que foi sorteado, para que ele use na aquisição que deseja.

Apesar de não possuir juros, incide-se uma taxa de administração cobrada pela empresa responsável pelo consórcio, as mais baixas do mercado giram em torno de 12%.

Como funciona um financiamento?

O financiamento é basicamente um empréstimo que possui um objetivo específico. O cliente pega o crédito de um banco ou financeira com a finalidade de adquirir um bem que pode ser um carro, um imóvel, uma moto, dentre outros, criando assim uma dívida que será paga ao longo de um período.

Assim, a instituição a qual você tomou o financiamento cobra um valor de juros, que vai variar conforme a duração do pagamento, ou seja, em quantas parcelas você dividiu. Em média, os juros cobrados são de 18% ao ano, mas variam de acordo com o bem desejado.

 

Quais as características do consórcio e do financiamento?

Antes de desvendarmos os prós e contras de cada uma dessas modalidades de negócio é preciso entender suas respectivas características. Para que sua análise fosse mais prática, agrupamos elas em duas listas, confira!

Consórcio:

  • Recebe o bem apenas quando sorteado
  • Pagamento de taxas, seguro prestamista e fundo de reserva
  • Normalmente tem prazos inferiores aos do financiamento
  • Reajustes anuais pelo INCC (no caso de consórcios imobiliários)
  • Imóveis podem ser valorizados acima do reajuste do INCC
  • Precisa pagar aluguel ou morar com familiares até ser contemplado
  • Risco de inadimplência pelos demais participantes

 

Financiamento

  • Adquire o bem imediatamente
  • Pagamento de juros
  • Possibilidade de diluir as parcelas em prazos mais longos
  • Possui reajustes anuais pela TR
  • O imóvel pode se tornar desvalorizado ao fim do pagamento das parcelas
  • Riscos de crédito do banco

 

Quais os prós e contras das duas opções?

Não há como indicar qual a melhor opção de negócio para seus objetivos, já que essa escolha depende de muitos fatores presentes na situação em que você se encontra.

Por isso, além de saber as características dos dois tipos de crédito, também é importante saber os prós e contras para tomar uma decisão mais assertiva.

 

Consórcio

Prós

  • A taxa de administração é mais baixa que os juros que você pagaria em um financiamento;
  • É possível escolher a quantidade de parcelas que quer fazer;
  • Flexibilidade de uso do crédito, ou seja, você pode fazer um consórcio com uma carta de crédito com o valor que desejar e assim adquirir mais de um bem;
  • Pode utilizar até 10% do crédito para pagar taxas e despesas na aquisição do bem ou serviço;
  • Não há tanta burocracia;
  • Não precisa dar uma entrada.

Contras

  • Algumas vezes o consórcio imobiliário pode sair mais caro que um financiamento, devido ao reajuste do INCC.
  • As parcelas cobradas próximas ao final do período de pagamento aumentam e podem se tornar maiores do que seu orçamento pessoal pode cobrir.

 

Financiamento

Prós

  • Aquisição imediata do bem
  • Opção de antecipar as parcelas com desconto, assim você terminará de pagar antes do prazo estipulado e tem a chance de diminuir o valor.

 

Contras

  • Os juros são altos e muitas vezes, dependendo da quantidade de parcelas paga-se quase o dobro do valor inicial do bem.
  • Na ausência de pagamento a instituição que forneceu o crédito pode tomar o bem, pois o mesmo é a garantia de que o financiamento será pago.
  • Quem decide em quanto tempo (quantidade de parcelas) você vai financiar é a instituição credora.

 

Basicamente, se você pode esperar um pouco para adquirir um bem e fugir dos juros, o consórcio é a melhor opção para você.

Por outro lado, se você precisa adquirir algo imediatamente, o financiamento pode ser a escolha certa, principalmente se aquilo que você for comprar consiga trazer algum retorno financeiro.