Conheça os principais códigos dos bancos brasileiros

O Banco Central definiu que todas as instituições financeiras autorizadas a operarem no Brasil precisam ter um código banco para fazer a sua identificação. Esse código banco é muito importante no momento de realizar qualquer operação financeira, porém, a que você deve estar mais habituado a ter que digitar o código banco são as transferências bancárias, não é mesmo?

Ao realizar essas operações financeiras, é necessário ter muito cuidado para não digitar o código banco errado, se não sua operação não poderá ser realizada. Foi pensando nisso, que listamos abaixo para você os principais código banco do Brasil. Veja a seguir:

Principais código banco do Brasil

654 Banco A.J.Renner S.A.

246 Banco ABC Brasil S.A.

025 Banco Alfa S.A.

641 Banco Alvorada S.A.

213 Banco Arbi S.A.

019 Banco Azteca do Brasil S.A.

029 Banco Banerj S.A.

000 Banco Bankpar S.A.

740 Banco Barclays S.A.

107 Banco BBM S.A.

031 Banco Beg S.A.

739 Banco BGN S.A.

096 Banco BM&F de Serviços de Liquidação e Custódia S.A

318 Banco BMG S.A.

752 Banco BNP Paribas Brasil S.A.

248 Banco Boavista Interatlântico S.A.

218 Banco Bonsucesso S.A.

065 Banco Bracce S.A.

036 Banco Bradesco BBI S.A.

204 Banco Bradesco Cartões S.A.

394 Banco Bradesco Financiamentos S.A.

237 Banco Bradesco S.A.

040 Banco Cargill S.A.

745 Banco Citibank S.A. M08 Banco Citicard S.A.

241 Banco Clássico S.A.

M19 Banco CNH Capital S.A.

004 Banco do Nordeste do Brasil S.A.

233 Banco GE Capital S.A.

653 Banco Indusval S.A.

630 Banco Intercap S.A.

077-9 Banco Intermedium S.A.

249 Banco Investcred Unibanco S.A.

M09 Banco Itaucred Financiamentos S.A.

184 Banco Itaú BBA S.A.

479 Banco ItaúBank S.A

376 Banco J. P. Morgan S.A.

M13 Banco Tricury S.A.

104 Caixa Econômica Federal

477 Citibank N.A.

399 HSBC Bank Brasil S.A. – Banco Múltiplo

168 HSBC Finance (Brasil) S.A. – Banco Múltiplo

652 Itaú Unibanco Holding S.A.

341 Itaú Unibanco S.A.

Investimentos em ações: Como realizar cotações diárias

Hoje em dia, a Bovespa Online é a opção mais comum de realização de investimentos em ações. As negociações tem se tornado cada vez mais simples através do uso da internet. Isso ocorre porque para negociar, é necessário apenas possuir um sistema de “home broker”. Ele torna possível as negociações simples e rápidas, exigindo apenas uma conexão de qualidade com a internet.

Outra vantagem é o fato de essas negociações serem realizadas em tempo real. Sendo assim, isso facilita muito a vida das pessoas que desejam começar a lucrar com investimentos realizados em bolsas de valores.

Para os investidores, é primordial acompanhar a Bovespa Online para analisar o retorno de seus investimentos em ações. Isso se torna ainda mais importante quando as operações são feitas à curto prazo.

Portanto, para o acompanhamento e análise das informações, existem algumas coisas que devem ser observadas. Seguem algumas dicas importantes para investimentos em ações:

Analise as tendências

O valor final de uma ação é estabelecido apenas quando o pregão termina. Assim, é aconselhável realizar buscas à respeito das tendências para tentar prever quais alterações poderão ocorrer nos valores. A cotação em tempo real pode ser realizada em tempo real através da verificação de um gráfico relacionado ao histórico dos preços dos últimos dias.

Pesquise

A maneira mais adequada de cotar as ações da Bovespa Online é através da consulta das médias e velocidades das negociações. Com essa finalidade, é necessário analisar as ofertas que foram realizadas, bem como os preços máximos e mínimos atingidos no pregão.

Aplicativos

Os aplicativos podem ser muito úteis na hora de verificar as cotações em tempo real. Apesar disso, o mais adequado é possuir acesso à um home broker.

Aproveite o Excel

As cotações das ações da Bovespa Online podem ser realizadas também através do Excel. Inclusive, muitas pessoas até preferem fazê-lo dessa forma. Mas para isso, é necessário que a operadora possua disponível esse tipo de recurso.

 

Tire suas dúvidas sobre o consórcio de moto

Para você que deseja fazer um consórcio de moto, ou então está começando a pesquisar mais sobre o assunto e as dúvidas surgiram, continue a leitura desse artigo. Ele é perfeito para você.

O consórcio nada mais é que uma espécie de carta de crédito que você recebe ao ser contemplado num sorteio. Você paga um valor mensal sob um bem que deseja adquirir e, quando sorteado, recebe o vessa quantia. O consórcio de moto não seria diferente.

Veja algumas dúvidas sobre o consórcio de moto:

De que maneira um consórcio de moto funciona?

É simples, como qualquer outro tipo de consórcio. Você e o restante dos compradores pagaram uma parcela fixa a administradora do consórcio. Todo mês um de vocês será contemplado através de sorteio para receber a carta de crédito e ganhar o dinheiro.

Quanto tempo um consórcio de moto dura?

O consórcio de moto costuma durar de 2 a 6 anos. Ou seja, assim como você pode ser um dos primeiros a ser sorteados, você pode ser o último. Por isso, é bom que não tenha pressa.

Agora, se você estiver com pressa, outra maneira de conseguir a carta de crédito mais rápido é dando um lance. Com o lance é possível conseguir o dinheiro mais rápido e ainda pagar os juros baixos de um consórcio.

De que maneira entrar em um consórcio de moto?

É simples. Basta você procurar uma administradora devidamente credenciada no BACEN. Lá, você escolherá qual é o modelo desejado para o consórcio de moto.

De que forma são pagas as parcelas do consórcio de moto?

Ao fechar um acordo de consórcio de moto, você recebe um boleto para que possa pagar as suas parcelas. Nele é possível encontrar todas as opções de motos.

Devo fazer fechar o negócio do consórcio de moto mesmo estando com dúvidas?

De jeito nenhum! Esclareça todas as suas dúvidas antes de fechar o seu consórcio de moto. Afinal de contas, é preciso estar plenamente ciente do negócio que você está aceitando.

Consórcio: Como ser aprovado no pedido de consórcio

O consórcio é uma operação, que se analisada a fundo, é relativamente simples. Isso porque, para fazer a contratação não é exigido nenhum tipo de garantia. Porém, quando o cliente é contemplado através de sorteio ou lance, para conseguir receber o valor do bem, são necessários alguns passos e critérios que precisam ser seguidos. Se não, seu crédito não é liberado.

Pensando nisso, separamos para você alguns itens exigidos que você deve ficar a tento no momento em que for aprovado o seu pedido de consórcio.

Documentação Pessoal

O consórcio pede alguns documentos pessoais para a liberação do crédito. Isso pode variar de empresa para empresa, pois, é ela quem define que documentos ela quer ter do cliente. Veja a lista de documentação exigida mais comum:

  • Cópia da Carteira Nacional de Habilitação (CNH);
  • Cópia do Cadastro de Pessoa Física (CPF), em caso de pessoa jurídica: Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ);
  • Comprovante de residência atualizado e em nome do contemplado;
  • Comprovante de renda atualizado.

Garantia de quitação das parcelas

A data de contemplação entre os clientes pode variar muito, porém, acontece de algumas pessoas serem contempladas logo no início do consórcio. Dessa forma, quase todas as parcelas restam para serem quitadas. Por isso, algumas instituições solicitam que o cliente de alguma garantia de pagamento antes da liberação do crédito. Essa garantia de pagamento do consórcio pode ser feita através de fiadores ou por algum bem.

Documentação do bem a ser adquirido

Além das documentações pessoais, o cliente que foi contemplado por um consórcio precisa apresentar a documentação do bem que irá adquirir. No caso da aquisição de veículos, você terá que apresentar as informações sobre a marca, modelo e ano de fabricação.

Além disso, a maioria das empresas administradoras de consórcio, não deposita o dinheiro na conta do cliente. O dinheiro é enviado diretamente para a empresa que fornece o bem.

 

Cotar empréstimo: como fazer cotação de empréstimo online

Quem precisa de dinheiro tem que estar ciente das taxas de juros e condições de pagamento para não transformar a dívida em pesadelo. E para fazer isso basta cotar empréstimo.

A cotação de empréstimo permite que a pessoa conheça a melhor modalidade de crédito para a sua necessidade, a menor taxa de juros e a forma de pagamento que cabe melhor no bolso.

Então, antes de pedir dinheiro emprestado em qualquer seguradora, vamos mostrar neste artigo como cotar empréstimo online e de forma rápida. Acompanhe!

Como cotar empréstimo online?

Na internet, em uma busca rápida, você encontra várias plataformas digitais, sejam de bancos com agências físicas, corretoras ou sites sobre o assunto. Tudo totalmente online.

Na maioria dos casos, o site apresenta um formulário para que você possa preencher alguns dados, tais como:

  • valor do empréstimo;
  • prazo de pagamento;
  • taxa de juros.

Em alguns sites é necessário informar dados pessoais e motivo do crédito, ficando a critério do cliente escolher o banco com a menor taxa dentro dos critérios preestabelecidos.

Além das informações solicitadas, o site pode retornar a taxa anual, valor das parcelas mensais e valor final a ser pago.

Conseguiu cotar empréstimo e está tudo de acordo com o que você procura? Então é só formalizar a simulação de crédito junto a instituição escolhida.

O que mais preciso saber sobre cotar empréstimo?

Você já viu que cotar empréstimo é muito fácil, mas existe outro fator que você precisa ter atenção: a modalidade de crédito. Cada uma possui suas taxas, e o que é vantajoso para uns, não é para outros.

A exemplo disso, temos o crédito consignado, feito para beneficiários do INSS, funcionários públicos e privados.

Isso porque o banco conhece o seu cliente, sabe quanto tem na conta e se é bom pagador. Sendo assim, é vantajoso cotar empréstimo consignado e contratar essa modalidade porque as taxas de juros costumam ser as menores do mercado.

Viu como é fácil cotar empréstimo? Você se informa das taxas, valores finais e prazo de pagamento para não passar sufoco no futuro.

Empréstimos para aposentados: entenda como funciona o empréstimo para aposentados

Você está aposentado e tem dificuldades para equilibrar suas contas no final do mês? Ou tem uma dívida e o melhor é quitá-la logo para não perder mais dinheiro com os juros abusivos?

Como funcionam esses empréstimos para aposentados?

Seja qual for a situação de falta de dinheiro para alguém que já se aposentou, os empréstimos para aposentados são uma ótima alternativa para resolver esse problema. Por ter o benefício de aposentadoria garantido e depositado todos os meses em sua conta, os aposentados conseguem excelentes taxas de juros junto aos bancos e empresas de crédito. Isso ocorre justamente pela garantia que se tem de que as parcelas do empréstimo poderão ser pagas todos os meses. Estamos falando dos empréstimos consignados, que nada mais é do que ter a parcela mensal do empréstimo adquirido sendo debitada automaticamente do benefício de aposentadoria. Essa é uma modalidade de crédito exclusiva que os aposentados possuem à sua disposição.

Qual é o limite dos empréstimos para aposentados?

Claro, estes empréstimos para aposentados não são ilimitados. Diferente do empréstimo pessoal, em que se negocia o crédito com a instituição financeira, no consignado há o limite de 30% da renda. Isso significa que a parcela mensal descontada do salário do aposentado não poderá exceder 30% do valor do benefício de aposentadoria. É possível ter mais de um empréstimo contratado, entretanto, a soma das parcelas não pode passar dos 30% do salário do aposentado. Isso porque, evidentemente, o aposentado precisa pagar outras contas no mês para a sua subsistência, ou seja, não pode comprometer todo seu salário em empréstimos.

Empréstimos para aposentados como uma solução financeira acessível e consciente.

Por isso esses empréstimos para aposentados são uma das formas mais acessíveis e conscientes de crédito pessoal no mercado. Acessível pelos juros baixos em virtude da garantia de cobrança em folha de pagamento. E consciente por não deixar que o aposentado comprometa sua renda de modo a não conseguir nem mais pagar as outras contas rotineiras do mês.

 

Máquina de cartão de crédito: conheça as máquinas com menores taxas

Quem está a procura de uma máquina de cartão de crédito com certeza se depara com valores exorbitantes de taxas.

Mas existem ótimas opções no mercado que essas taxas são bem acessíveis e que não inviabilizam seu negócio.

Pesquisamos no mercado as principais marcas de máquinas de cartão de crédito para poder fazer este artigo.

Você vai conhecer agora as máquinas com as menores taxas no mercado. Confira!

Máquina de cartão de crédito: Minizinha Pagseguro

A Minizinha do Pagseguro é uma ótima opção para comerciantes que possuem um baixo volume de vendas. Suas taxas e prazos de recebimento são bem atrativos e podem ajudar quem está começando com seu negócio.

Além disso, a máquina de cartão é barata e ainda pode ser dividida em 12 vezes sem juros no cartão.

Uma ótima opção para quem está iniciando seu negócio.

Máquina de cartão de crédito: Stone Mais com Chip

A máquina de cartão de crédito Stone Mais com Chip possui baixas taxas no mercado. Além disso, ela vem com um chip de dados incluso, o que permite que ela seja portátil, aumentando as opções de sua utilização.

Por ser portátil, a máquina não emite comprovantes físicos e os envia via SMS caso o cliente solicite.

Por sua portabilidade, é indicada para qualquer tipo de negócio.

Máquina de cartão de crédito: SuperGet com Chip

A máquina de cartão de crédito SuperGet com chip é disponibilizada pelo banco Santander e em seu pacote inicial vem com um chip de dados.

Esse chip de dados permite que ela seja portátil, sendo indicada para negócios que precisam deste tipo de recurso.

Suas taxas são atrativas e o prazo de recebimento é bem competitivo com os oferecidos pela concorrência.

Você conhecia esses modelos de máquina de cartão?

EMPRÉSTIMOS PARA APOSENTADOS: ENTENDA COMO FUNCIONA O EMPRÉSTIMO PARA APROSENTADOS

Os empréstimos para aposentados e pensionistas é uma modalidade de empréstimo consignado e é uma solução para quem precisa de crédito seja para um imprevisto, uma emergência, para realizações de sonhos ou mesmo um dinheiro extra.

Esse tipo de empréstimo é atrativo para os bancos pois, eles têm total garantia de pagamento dos mesmos, afinal de contas, o dinheiro do empréstimo é debitado do benefício antes mesmo que caia na conta do aposentado ou do pensionista. Isso garante também a ausência de multas e juros por atrasos de pagamentos, pois o pagamento será sempre em dia.

COMO FUNCIONA O EMPRÉSTIMO PARA APOSENTADOS?

Os empréstimos para aposentados tem o valor calculado baseado no valor que o aposentado ou pensionista recebe. As taxas de juros são mais baixas e as condições de pagamento são facilitadas, podendo chegar até 6 anos para quitação do empréstimo. Outra vantagem é que o dinheiro é rapidamente disponibilizado na conta do beneficiário, entre 3 a 5 dias úteis.

Uma das peculiaridades desse tipo e empréstimo é que a pessoa só pode solicitar o crédito no estado em que recebe o benefício e onde reside. Outra condição para disponibilização de crédito é a idade pois a maioria das instituições tem o limite de idade máxima é de 79 anos e 11 meses. Quanto mais próximo a esse limite de idade, menores são os valores liberados e as dificuldades de liberação de crédito.

É preciso atenção e cautela antes de adquirir o empréstimo para aposentados, pois o valor das parcelas não deve passar de 35% do valor da renda líquida do aposentado ou pensionista, além do mais, deve-se levar em consideração que é um crédito muito longo, por isso é preciso planejamento e organização antes de adquirir.

O ideal é pesquisar e simular as melhores condições das instituições financeiras antes de adquirir um empréstimos para aposentados.

Empréstimo Pessoal: 3 formas de empréstimo pessoal vantajosas

Ao solicitar um empréstimo, o objetivo na maioria das pessoas é saldar dívidas e organizar a vida financeira, que por imprevistos ou emergências saíram do planejamento financeiro.

O empréstimo é associado a altas taxas de juros e parcelas intermináveis que nunca acabam e vão se tornando uma bola de neve. Muitas pessoas associam o empréstimo com um pesadelo, pois, é a última forma utilizada para quitar as dívidas.

Porém, separamos algumas informações para você, que irão te mostrar que o empréstimo não é nada disso que as pessoas pensam. Existem várias modalidades de empréstimo pessoal que são disponibilizados por bancos e instituições financeiras que não apresentam as desvantagens faladas aqui.

3 Formas de empréstimo pessoal vantajosas

1.      Empréstimo pessoal consignado

O Empréstimo pessoal consignado é uma das maneiras mais vantajosas de se realizar um empréstimo. Ela está destinada para alguns funcionários públicos, pensionistas e aposentados pelo INSS. O pagamento das parcelas do empréstimo é feito através do desconto direto da folha de pagamento do devedor. O risco para o banco nessa modalidade é baixo, portanto, as taxas de juros também são baixas.

2.      Empréstimo pessoal vinculado

O empréstimo pessoal vinculado é muito semelhante ao consignado. A diferença entre essas duas modalidades é no pagamento. O pagamento desse empréstimo é feito através do desconto na conta corrente do devedor no dia do recebimento do salário. Por isso, o empréstimo pessoal vinculado possui um risco um pouco maior, o que aumenta um pouco as taxas de juros.

3.      Empréstimo pessoal com garantia

O empréstimo pessoal com garantia se destina a pessoas que possuem algum bem em seu nome, como, por exemplo, um veículo ou uma residência. Os bens precisam estar quitados. Dessa forma, ao emprestar dinheiro, o banco recebe seu bem como garantia de pagamento do empréstimo. Por esse motivo o risco dessa modalidade de empréstimo é baixo, por isso, as taxas de juros também são baixas.

Empréstimos para Negativados: É possível fazer um empréstimo estando negativado?

Hoje no Brasil a quantidade de pessoas que possuem apontamentos em órgãos de proteção ao crédito como SPC ou Serasa é impressionantemente alto, isso é reflexo da crise que o Brasil vem passando nos últimos anos, com alto índice de desemprego e também por conta em alguns casos da falta de planejamento financeiro de muitas famílias brasileiras, que acabam entrando em um ciclo de dívidas muito difícil de sair.

Muitas pessoas que estão em situação de negativação em órgãos de crédito, sabem o quão importante é regularizar esta situação para que possa voltar a ter bom relacionamento com instituições financeiras e voltar a consumir no mercado novamente.

Ao buscar alternativas para resolver a situação, muitas vezes a melhor opção disponível é a realização de uma nova operação de empréstimos para negativados, para que desta forma consiga resolver as suas dívidas e com o planejamento financeiro adequado limpar seu nome.

Saiba que apesar de possuir algumas restrições é possível sim realizar empréstimos para negativados, com boas condições de taxas de juros que com um bom comprometimento podem ser a melhor alternativa para sua situação.

Para encontrar boas opções de empréstimos para negativados é importante focar em operações que possam ser oferecidas garantias reais na negociação, como empréstimos com garantias de imóvel ou automóvel, além de operações com vínculos salariais, como o empréstimo consignado ou empréstimo vinculado.

É muito importante se atentar que ao buscar uma operação de empréstimos para negativado, deverá ser sempre o foco resolver as dívidas pendentes, para que o novo empréstimo não se torne apenas mais uma operação que se acumulara com as outras pendências.

Outro ponto que deverá ser levado em consideração são as taxas de juros cobradas, as taxas da nova operação não devem ser mais caras que das dívidas que você já possua, senão não faz sentido também seguir a operação.