Tratamentos para Disfunção Erétil – Impotência Sexual

A impotência sexual masculina pode ser desencadeada por fatores psicológicos e físico ou a combinação das dias

Felizmente, nos últimos anos foram desenvolvidas técnicas e tratamentos para causar a disfunção, seja ela de origem psicológica ou física.

Para procurar um tipo de tratamento é precisa identificar a origem do problema, para buscar uma solução precisa e indicada por um médico, para evitar possíveis agravamento da condição

Tratamento para causas de origem psicológica:

Para as causas de origem psicológica, está indicada a realização de psicoterapia ou terapia comportamental. O apoio da parceira e o diálogo entre o casal são essenciais para o sucesso de qualquer desses tratamentos.

Tratamento de causas de Origem Orgânica – Física

Para as causas de origem orgânica, os tratamentos podem ser clínicos ou cirúrgicos:

Disfunção Erétil – Tratamentos Clínicos

Os tratamentos clínicos podem ser por meio de medicações de uso oral, comprimidos, de auto-injeções no pênis, de uso intra-uretral e vácuo.

Medicações de uso oral:

Primeiramente, os tratamentos não invasivos para o tratamento da disfunção erétil incluem medicação oral como Cialis®, Viagra® (Azulzinho) e Levitra®. Essas medicações melhoram o fluxo sanguíneo para o pênis, trabalhando diretamente com os vasos sanguíneos.

Eles permitem que as artérias se expandam, visando produzir uma ereção. Estas pílulas são geralmente tomadas cerca de uma hora antes da atividade sexual, e devem ser combinadas com estimulação sexual para proporcionar uma ereção.

Bombas de vácuo:

Terapia com bomba peniana pode ser prescrita como um tratamento não invasivo. Quando uma ereção é desejada, o dispositivo vácuo constrição é colocado sobre o pênis. Pela retirada do ar, é criado um vácuo, melhorando mecanicamente o fluxo de sangue para o pênis. Um anel de borracha é colocado ao redor da base do pênis ereto mantendo a ereção.

Bombas de vácuo não são prescritas para doentes que têm hemorragias, anemia falciforme ou estão usando anti-coagulantes.

Medicações de uso intra-uretral:

Usando um aplicador, o paciente insere a medicação na abertura da uretra, na extremidade do pênis. A medicação é absorvida pelo tecido erétil circundante, causando assim o relaxamento dos vasos sangüíneos para o pênis, que se enche com sangue e torna-se ereto.

Medicações auto-injetáveis: auto-injeções no pênis

O paciente ou a sua parceira utiliza uma agulha para injetar a medicação diretamente na haste do pênis. O relaxamento do tecido muscular liso permite o fluxo sanguíneo para o pênis, criando uma ereção.

Pelo fato desta terapia ser às vezes desconfortável, estudos demonstram que muitos homens interrompem o uso dentro de 1 ano.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *